Sobre Nós

Missão. Visão. Direitos. Deveres.

Missão

A missão do Externato A Falinha tem como princípio contribuir estruturalmente para a formação de cidadãos do futuro, capazes de agir e intervir de forma consciente, ativa e solidária num mundo globalizado. Nesse sentido, visa munir os alunos com conhecimentos, capacidades, atitudes e valores necessários ao sucesso pessoal e profissional, possibilitando o exercício de uma cidadania ativa e a emancipação do indivíduo.

A escola que se projeta ambiciona promover uma educação transformativa, que “não vise apenas formar bons alunos, mas conferir-lhes «um sentido de cidadania, assente na humanização das relações em sociedade e na preocupação relativamente ao mundo e ao “Outro”» (Carvalho, 2015, p.8 citado em Lourenço, 2017, pp.64-65). 

Visão

A visão da instituição passa, então, por ser uma escola aberta à diversidade e às necessidades da comunidade educativa, da comunidade envolvente e também do planeta. Neste sentido, A Falinha, procura integrar no seu serviço educativo, aquilo que Delors (1996) define como sendo os quatro pilares da educação, que se traduzem em aprendizagens fundamentais que se relacionam entre si e que permitem ao indivíduo adaptar-se e viver num mundo com caraterísticas tão voláteis (cf. Cintrão, 2019). Seguindo esta ordem de ideias, visa-se uma educação que permita às crianças: “aprender a conhecer” e “aprender a aprender”, isto é, conhecer e compreender o mundo que o rodeia, conhecer a sua cultura geral; “aprender a fazer”, no sentido de dotar as crianças com as competências de que necessitam para fazerem frente aos vários desafios que lhe vierem a ser colocados; “aprender a viver juntos, aprender a viver com os outros”, com estratégias e projetos que incitem à descoberta de si próprios e do Outros, é possível que as crianças, à saída da escolaridade obrigatória, conheçam, compreendam e respeitem a diversidade da espécie humana, da interdependência dos seres humanos do planeta, e que, através da descoberta do Outro, se descubram a si mesmos (cf. Oliveira Martins et al., 2017); por último, “aprender a ser”, remete-nos para a missão que a educação tem, de contribuir para o desenvolvimento total dos sujeitos, para que estes sejam capazes de pensar crítica e autonomamente, decidindo sobre os vários aspetos da sua vida e do mundo (cf. Cintrão, 2019).

Direitos dos alunos

  • Ser respeitado na sua pessoa, ideias, bens e religião por qualquer elemento da comunidade escolar.

  • Participar em todas as atividades escolares.

  • Dispor de situações variadas e interessantes para melhor aprender.

  • Ter a colaboração e o interesse dos pais/Encarregados de Educação pela sua vida escolar.

  • Ser ajudado nas tarefas em que tenha dificuldades.

  • Participar na vida da comunidade escolar, bem como na elaboração das suas regras.

  • Ter um ensino adequado às suas necessidades e ter o tempo necessário para aprender.

  • Beneficiar de atividades e medidas de apoio.

  • Dizer o que pensa e ser respeitado nas suas ideias.

  • Ser ouvido.

  • Ter o material necessário às atividades escolares.

  • Utilizar livros e materiais existentes na escola.

  • Conhecer os objetivos e critérios de avaliação do seu currículo.

  • Ter acompanhamento continuado, ao longo do ciclo, do professor titular da turma.

  • Ter confidencialidade nas situações pessoais que só a ele digam respeito (pedagógica, pessoal e social).

  • Ter segurança durante a frequência escolar.

  • Dispor de salas destinadas a aulas, apoio pedagógico, complemento curricular, espaços de lazer e de convívio, nas devidas condições.

  • Receber assistência em caso de acidente ou indisposição no período das atividades escolares, nos termos do seguro escolar.

  • Utilizar os serviços e espaços nas condições regulamentadas.

  • Ter uma escola limpa e acolhedora.

  • Conhecer o Regulamento Interno.

  • Participar no processo de avaliação, através dos mecanismos de auto e heteroavaliação.

  • Ser avaliado com objetividade, conhecendo os critérios de avaliação

Deveres dos alunos

  • Ter uma atitude digna, quer do ponto de vista cívico, quer moral.

  • Tratar com respeito e delicadeza os professores, educadores, colegas e funcionários.

  • Estudar e cumprir as tarefas que lhe são indicadas.

  • Ser assíduo e pontual.

  • Estar atento em todas as atividades escolares.

  • Ser participativo e interessado nas atividades escolares.

  • Saber aproveitar todas as situações para melhor aprender.

  • Informar os seus pais/Encarregado de Educação sobre as tarefas diárias e sobre os resultados obtidos.

  • Colaborar e ser compreensivo com aqueles que o pretendem ajudar.

  • Cumprir as regras de funcionamento escolar.

  • Respeitar o ritmo de aprendizagem dos seus colegas. 

  • Fazer-se acompanhar dos livros e material escolar, bem como de equipamento desportivo exigido e indispensável para as atividades.

  • Ouvir a opinião dos seus colegas, respeitando-os. • Ser responsável pelos seus atos.

  • Contribuir para a conservação da limpeza e para um bom ambiente escolar.

  • Zelar pela preservação, conservação e asseio do material didático, mobiliário e instalações.

  • Tratar com respeito e correção qualquer membro da comunidade educativa.

  • Ser leal para com os seus professores/educadores e colegas.

  • Respeitar as instruções do pessoal docente e não docente.

  • Contribuir para a harmonia da convivência escolar e para a plena integração na escola de todos os alunos.

  • Participar nas atividades educativas ou formativas desenvolvidas na escola, bem como nas demais atividades organizativas que requeiram a participação dos alunos.

  • Respeitar a integridade física e moral de todos os membros da comunidade educativa.

  • Prestar auxílio e assistência aos restantes membros da comunidade educativa, de acordo com as circunstâncias de perigo para a integridade física e moral dos mesmos.

  • Respeitar a propriedade dos bens de todos os membros da comunidade educativa.

  • Conhecer, cumprir e respeitar o Regulamento Interno.

  • Não transportar quaisquer materiais, instrumentos ou engenhos passíveis de, objetivamente, causarem danos físicos ao aluno ou a terceiros.

  • Não praticar qualquer ato ilícito.

  • Cumprir as regras de funcionamento escolar.

  • Respeitar o ritmo de aprendizagem dos seus colegas.

  • Ser responsável pelos seus atos.

  • Comunicar aos professores/educadores ou funcionários presentes qualquer dano ou anomalia verificada.

  • Saber brincar/estar no recreio sem magoar os colegas ou estragar os bens dos mesmos.

  • Apresentar-se limpo e devidamente uniformizado.

  • Na creche, os educandos deverão tirar 15 dias consecutivos de férias.

© 2020 by Externato A Falinha, Lda.

236 218 333   /   968 952 001   /   afalinha@hotmail.com   /   Rua Jorge de Sena, Nº 13, Casarelo, 3100-505 Pombal   /  

Alvará N.º5 - LR/98  /   Autorização Definitiva N.º29/DREC

  • 330733_de2fa115e9504d108d3880e4b0831548_
  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon